terça-feira, 3 de maio de 2011

Como trocar as cordas de nylon do seu violão

Pintura da Artista Plástica Dina Garcia: Interior II

As cordas são responsáveis pela produção sonora do violão. Elas são esticadas sobre o instrumento, presas nas extremidades (uma ponta no cavalete e outra na tarraxa). Para que possam produzir o som ideal, necessitam estar bem afinadas. Para produzir as notas musicais, o músico encurta o tamanho da corda, utilizando os dedos da mão esquerda. Quanto mais próxima ao corpo do instrumento, mais agudo é o som, quanto mais se distancia, mais grave se torna.
Além de estar bem afinada, as cordas precisam ter a altura correta na escala do violão (braço). Se estiverem muito baixas, produzirão ruídos de traste, se estiverem muito altas, dificultarão a execução e podem soar algumas notas desafinadas.
Todo iniciante encontra uma certa dificuldade para prender as cordas, pois isso causa um pouco de dor na ponta dos dedos. Por serem mais rígidas, as cordas de aço doem mais que as cordas de nylon, mas isso dura apenas alguns dias, até que o dedo se acostume e crie uma capa protetora natural, na ponta dos dedos (calos). Por este motivo, aconselhamos o iniciante a adquirir um violão do tipo clássico, já que suas cordas são mais macias.


video

IMPORTANTE
- Utilize, sempre, o encordoamento correto para seu tipo de violão:
- Violão Clássico – Cordas de Nylon
- Violão Folk – Cordas de Aço
- Troque as cordas periodicamente!
- Cordas velhas desafinam e produzem um som chocho e apagado.



Um comentário: