domingo, 29 de maio de 2011

Diferenças Entre Violão de Nylon e Violão de Aço

Pintura em Óleo - Séries Instrumentos Musicais: Tereza Antevere

Muitas pessoas principalmente as que estão começando a tocar violão possui uma opinião divergente com o que é a realidade sobre violão com cordas de nylon e violão com cordas de aço até pela falta de experiência. A meta desse artigo é fazer principalmente com que essas pessoas mudem a sua visão por ambos os instrumentos. Alguns que estão começando compram um violão que só serve para corda de nylon, mas como o som do aço é “mais alto” eles trocam as cordas e colocam cordas de aço em um violão que foi feito para cordas de nylon, podendo assim estragar o violão por inteiro.
Para acabarmos de vez com essas dúvidas e evitar com que danos ao violão aconteçam vamos conhecê-los de forma individual:

Violão para Cordas de Nylon

Quem está começando a tocar violão tenho como principal dica que pegue um violão que tenha cordas de nylon, pois o nylon é macio para tocar ao contrário das cordas de aço que pelo fato de serem duras, os seus dedos podem se machucar. O mais indicado para tocar em corda de aço é quando seus dedos calejarem com as cordas de nylon apenas.
Para sabermos se o violão é feito para cordas de nylon ou não basta repararmos nas tarraxas do violão onde para a corda de nylon elas sempre serão de plástico além de serem grossas.
Se colocarmos cordas de aço em uma tarraxa de plástico o aço acaba comendo todo o plástico, além de empenar o instrumento pela tensão da corda e até arrancar o cavalete do corpo do Violão. Vejamos imagens de uma tarraxa para cordas de nylon:


Mas o violão de nylon não serve só para quem está começando. Nele podemos tocar qualquer estilo, mas existem estilos de se tocar mais específicos em violões com cordas de nylon. Devido ao seu timbre agradável quando tocamos suas cordas de forma individual, um violão de nylon é bem aproveitado quando tocamos músicas que contenham dedilhados e qualquer outra técnica que se utilize os dedos da mão que faz o ritmo e não uma palheta. Por isso a Bossa Nova, Erudito, Samba, MPB, Choro, esse tipo de Violão se encaixa perfeitamente.
Como sabemos a música é algo que não deve haver limites, afinal é uma arte, e por isso não é regra tocar violão com corda de nylon apenas nesses estilos exemplificados. Tanto é que bandas de rock tocam por muitas vezes em Violões com cordas de Nylon, além de bandas pops entre outros gêneros musicais.

Violão para corda de Aço

Esse tipo de violão é para quem quer tocar um estilo com uma pegada um pouco mais forte. No rock, sertanejo, moda de viola, pop, funk, soul, esse violão é usado bastante. Nesse caso o mais indicado é tocar com palheta, pois o aço além de tudo pode machucar seus dedos que fazem a batida do ritmo. Muitos dedilham nele com os dedos, mas boa parte dedilha também com a palheta. Pelo fato das cordas serem de aço, se você tocar com a mão não terá a mesma pegada que seria tocando com palheta, sendo assim, isso é questão do som ser ou não ser encorpado.
Repare que as tarraxas desse violão são bem diferentes do de nylon. Nesse caso a tarraxa também é de metal e a corda é de aço, dessa forma não tem como estragar o Violão. Pode até tentar colocar corda de nylon, mas a afinação nunca pegará devido à tarraxa ser de metal e a corda de nylon, assim que você estica a corda para afinar a corda sempre vai escorregar e nunca terá afinação. Abaixo segue imagens das tarraxas de um violão de aço:


Reparem que essa tarraxa é bem mais fina do que a do violão com corda de nylon. Ou seja, mesmo se você quiser trocar as tarraxas dos Violões, será impossível visto que como a tarraxa do Violão com cordas de aço é mais fina, se você colocar em um Violão com cordas de Nylon, o buraco onde encaixa ela é bem maior, então ela não ficará fixa. Já se você quiser colocar uma tarraxa de cordas de nylon em um Violão de aço nem caber vai afinal o buraco que encaixa a tarraxa do violão de aço é bem menor.
Agora fico por aqui, espero que tenham entendido realmente a diferença entre um violão e outro e que tenham tido a consciência de que não existe um melhor que o outro, e sim o que mais lhe convém de acordo com o estilo que for tocar.

Fonte:
http://auladeviolao.net

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Banda Café Frio

video
Clip da música "Ensaio" Café Frio.
   
   Olá pessoal, vou apresentar um dos grupos que eu venho participando como violonista, além da Orquestra de Violões da AV-Rio também atuo no Café Frio, uma banda carioca - RJ (Rio de Janeiro), logo ali, no meio das muitas comunidades da favela da Maré.
   Desde 2008 a banda Café Frio já passou por distintas formações até chegar a atual, com cinco jovens músicos: Henrique Gomes na Guitarra, Jefferson Arcanjo no Baixo, Samuel Chuengue Voz e Flauta Transversa, Klaus Grunwald no Violão e Ruth Rosa na Bateria.
   Falar sobre as influências musicais da banda é tarefa dura. Afinal, passeie pela Maré e diga que som você escuta?! É muito som que transborda, tem que chegar mais perto prá ouvir...
   O som desta banda tem muito rock e mpb, vem com bossa e guitarras distorcidas, punk rock e variações rítmicas. As canções são todas autorais, com clima de ensaio lá em casa, de encontro na esquina e de amigos que se esbarram...
   O nome, que virou poesia e letra de música, veio inspirado na pintura do amigo Josué Silvino, artista autodidata. Café Frio é assim: tem mão de mulher na bateria, tem som de flauta transversa, tem violão contrapondo o dedilhado, tem voz que traduz poesia em letras e acompanhamentos dissonântes e harmônicos. O Café não quer criar raízes, apenas quer ser livre e fazer música com o coração.
video
Clip da música "Livreto" Café Frio.

   Os primeiros contatos da banda com o palco foram no circuito do próprio bairro. Com uma estrada inteira pela frente, Café Frio já participou dos seguintes eventos na cidade;

  • Viradão Cultural Carioca - 2010, Palco Santa Marta, Botafogo.
  • I Festival da Escola de Arte e Tecnologia Kabum! -  2010, Oi Futuro, Ipanema.
  • I e III edição do evento Favela Rock Show - 2010, Lona Cultural Herbert Vianna, Maré.
  • Favela Festival - 2011, organizado pela CUFA, com várias etapas eliminatórias, a banda foi selecionada dentre 2.000 participantes e ficou entre as 20 melhores do festival.
Atualmente, a banda está trabalhando em suas primeiras gravações em estúdio.

Contato
myspace.com/cafefrio
ocafefrio@gmail.com

terça-feira, 3 de maio de 2011

Como trocar as cordas de nylon do seu violão

Pintura da Artista Plástica Dina Garcia: Interior II

As cordas são responsáveis pela produção sonora do violão. Elas são esticadas sobre o instrumento, presas nas extremidades (uma ponta no cavalete e outra na tarraxa). Para que possam produzir o som ideal, necessitam estar bem afinadas. Para produzir as notas musicais, o músico encurta o tamanho da corda, utilizando os dedos da mão esquerda. Quanto mais próxima ao corpo do instrumento, mais agudo é o som, quanto mais se distancia, mais grave se torna.
Além de estar bem afinada, as cordas precisam ter a altura correta na escala do violão (braço). Se estiverem muito baixas, produzirão ruídos de traste, se estiverem muito altas, dificultarão a execução e podem soar algumas notas desafinadas.
Todo iniciante encontra uma certa dificuldade para prender as cordas, pois isso causa um pouco de dor na ponta dos dedos. Por serem mais rígidas, as cordas de aço doem mais que as cordas de nylon, mas isso dura apenas alguns dias, até que o dedo se acostume e crie uma capa protetora natural, na ponta dos dedos (calos). Por este motivo, aconselhamos o iniciante a adquirir um violão do tipo clássico, já que suas cordas são mais macias.


video

IMPORTANTE
- Utilize, sempre, o encordoamento correto para seu tipo de violão:
- Violão Clássico – Cordas de Nylon
- Violão Folk – Cordas de Aço
- Troque as cordas periodicamente!
- Cordas velhas desafinam e produzem um som chocho e apagado.